Ainda pensa que o seu cão ou gato não precisa de proteção contra o sol? Só porque a maioria do seu corpo está protegida por pêlo (dependendo da raça), não significa que haja áreas mais propensas a queimaduras solares.

Pode parecer-lhe surpreendente, mas um cão ou gato também pode ficar queimado do sol ou mesmo apanhar cancro da pele se as medidas apropriadas não forem tomadas.

É por isso que lhe daremos toda a informação de que necessita para se certificar de que o seu animal de estimação corre em segurança durante quilómetros este verão.

A importância da utilização de creme solar: também para os animais

Os cães e gatos, que normalmente estão ao ar livre, também precisam de creme solar, de acordo com um dos últimos estudos realizados por especialistas veterinários em dermatologia.

Não podemos proibir um animal de ir lá para fora. De facto, eles precisam dele para sobreviver. Eles precisam de correr, farejar e navegar. Mas também o pode fazer, em segurança.

Para o fazer, basta proteger o seu cão ou gato com creme solar especial para animais e, na medida do possível, evitar as horas mais intensas de exposição solar: das 12:00 às 17:00 horas.

Onde aplicar creme solar para cães?

O focinho, a parte mais exterior da orelha e a área em redor da boca são as áreas que mais necessitam de proteção. Isto porque, como estão mais despigmentados, precisam de uma dose extra de proteção.


A virilha e o interior das patas são também uma área chave para aplicar protetor solar a gatos e cães.


Todas as raças de cães e gatos precisam de proteção solar?

Sim! É semelhante ao que acontece com os humanos, todos precisamos de proteção solar. Porém, as pessoas com pele clara necessitarão sempre de mais proteção. Os cães com pele ou pêlo claro e especialmente o pêlo curto serão também mais vulneráveis à radiação solar.

No caso de normalmente cortar o pêlo do seu cão ou gato no verão para o manter mais fresco, deve também aplicar protetor solar.

Afinal de contas, os pêlos longos protegem a sua pele, por isso, se remover esta camada protectora, também se retira essa proteção. Ele será muito mais fixe e ficará grato por isso, pois sabe como o fazer.

Existem certos cremes solares para humanos que podem ser utilizados em cães e gatos, mas certos compostos podem ser prejudiciais. Um ingrediente conhecido como: salicilato de octilo, pode ser um perigo para o animal, mas há mais, como, por exemplo, o conhecido óxido de zinco.

Para isso, a melhor opção é utilizar cremes específicos para animais.

Pets

Como aplicar protetor solar a cães e gatos?

Existem protetores solares em spray para cães que são mais fáceis de aplicar e tendem a espalhar-se melhor.

Todos sabemos que não é fácil, dependendo da personalidade do animal, tratar uma ferida ou dar-lhe medicamentos. Para não mencionar um dos hábitos mais comuns destes grandes amigos: eles tendem a lamber-se constantemente (especialmente os gatos).

Por esta razão, recomenda-se sempre, na medida do possível, espalhar o creme com uma cotonete para o distribuir o mais possível.

Há mais cremes líquidos que são fáceis de espalhar com uma massagem. Em qualquer caso, como é o caso dos seres humanos. Não se esqueça que, se passar muitas horas ao sol, precisa de repetir a aplicação a cada 2-4 horas.

E lembre-se... Se o seu animal de estimação estiver com o pelo recentemente cortado, não se esqueça de aplicar protetor solar em todo o seu corpo.

Alimentação e hidratação do seu patudo: um essencial sempre!

É claro que a alimentação e a hidratação do seu amigo patudo é sempre prioridade! Porém, verão é preciso estarmos atentos a alguns pontos especiais:
Ração natural e equilibrada: buscar alternativas naturais e rações húmidas pode ser uma alternativa para ajudar a manter o seu patudo refrescado e bem alimentado no verão.
Água fresca: sempre! A água deve estar sempre a disposição do seu cão ou gato, ser fresca e de qualidade. Uma boa ideia para mantê-los bem hidratados é deixar vários bebedouros pela casa, assim em cada cómodo o seu bichinho encontrará água ao alcance. 
Hora do passeio: evitar o sol nas horas mais quentes do dia! Quando sair passear o seu cão, o ideal é fazê-los nas horas de menos insolação para evitar que o seu cãozinho queime as patas no pavimento demasiado quente. Existem pomadas e cremes para ajudar a manter as patinhas do seu pet hidratadas e protegidas, mas a prevenção de queimaduras é sempre o primeiro.

Viagem com os patudos: nas férias, quando optamos levar os nossos patudos connosco, existem muitas opções de alimentadores e bebedouros de viagem e são uma forma de mantê-los bem hidratados e alimentados durante todo o trajeto.


O seu animal de estimação não é apenas mais um animal. É, de facto, como um membro da sua família. Como pode não proteger um ser que dá tanto amor incondicional?

Cuide da sua comida, do seu pelo, e certifique-se de que tem todas as vacinas... Não esqueça de levar o seu patudo ao veterinário periodicamente!

Tudo o que precisa para ver este "louco feliz" saltar e correr sem parar este verão.