Carregando...
Ir à seção

Galinhas… por onde começar?

Se está a ler este artigo, isso pode querer dizer que está a pensar em começar a criar galinhas. Faz bem, as galinhas podem ser excelentes mascotes; são baratas, não precisam que se lhes dedique muito tempo, são fáceis de cuidar e são uma fonte de alimento, tanto pelos ovos como pela carne.

Conselhos para começar a criar galinhas

Se está a ler este artigo, isso pode querer dizer que está a pensar em começar a criar galinhas. Faz bem, as galinhas podem ser excelentes mascotes; são baratas, não precisam que se lhes dedique muito tempo, são fáceis de cuidar e são uma fonte de alimento, tanto pelos ovos como pela carne.

Raças de galinhas

Caso seja um principiante, escolher uma raça poderá ser uma tarefa complexa e é por isso mesmo que deixamos aqui alguns conselhos para ajudar a dar os primeiros passos.

As raças que dão mais ovos são menores e não ficam chocas com facilidade. Uma galinha fica choca quando está a incubar os seus ovos, por isso não nos interessa se o nosso objetivo são os ovos. As raças híbridas modernas, como as Fenton azuis, produzem uma grande quantidade de ovos. A Rhode Island vermelha é uma raça boa, quer pelos seus ovos, quer pela sua carne.

Também há que ter em conta que a produção de qualquer galinha diminui com a idade. Começando a pôr ovos a partir dos cinco ou seis meses, atingem a produção máxima durante o primeiro ano. Além disso, há que administrar alimentação de qualidade e água limpa. O número de horas de luz é fundamental e é o mais importante de tudo, já que a postura dos ovos é estimulada pela intensidade e pelas horas de luz.

Se o que procura é uma carne de qualidade e com um grande sabor, deve considerar as raças “chocadeiras” (as que incubam os seus ovos). Aqui encontramos a raça Sussex ou a raça francesa Sasso. Ambas crescem rapidamente e atingem um bom tamanho se tiverem um ambiente adequado e forem bem alimentadas.

Neste caso, a alimentação e o bem-estar são muito importantes, daí que quem cuidar de galinhas deverá falar com o fornecedor sobre as rações diárias e as etapas de crescimento.

Embora a princípio possa parecer um pouco complicado devido aos cuidados que requerem, depressa será recompensado com enormes benefícios e irá perguntar-se porque não começou mais cedo.


Outros artigos interessantes

A horta em dezembro

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Se não encontramos o momento durante o ano para fazer "reformas" e melhores em nossa horta, este é o momento, pois principalmente nos lugares de interior, em dezembro, as hortaliças se "paralizam"Revisão de ferramentas e instalações Mesmo que...

A horta em abril

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Em abril, o céu nos presenteia com chuvas que acalmam a sede da maioría dos cultivos que podem ser semeados e colhidos nestas datas. Entretanto, também são bons tempos para que algumas pragas e as más ervas apareçam, então é conveniente...

Aromáticas: odores, cores e outros benefícios

terça-feira, 30 de agosto de 2011

 combinação de vegetais com plantas aromáticas ou outras mais rústicas é uma prática muito benéfica para a nossa horta, além de o vestir com cores brilhantes e aromas atraentes.Este tipo de plantas são caracterizadas pela sua...

Quais são os benefícios do chorume de urtiga?

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Toda a gente conhece esta planta por causa da comichão que provoca a quem nela roça mas, além disso, a urtiga também nos oferece múltiplas vantagens para as nossas hortas. Quando a transformamos em chorume, esta torna-se um excelente...

Descubra Nosso Catálogo