Carregando...
Voltar
  • Meu carrinho 0 produtos
  • Total produtos €0,00
  • Gastos de envio €0,00
  • Total €0,00
Ir à seção

Galinhas… por onde começar?

Se está a ler este artigo, isso pode querer dizer que está a pensar em começar a criar galinhas. Faz bem, as galinhas podem ser excelentes mascotes; são baratas, não precisam que se lhes dedique muito tempo, são fáceis de cuidar e são uma fonte de alimento, tanto pelos ovos como pela carne.

Conselhos para começar a criar galinhas

Se está a ler este artigo, isso pode querer dizer que está a pensar em começar a criar galinhas. Faz bem, as galinhas podem ser excelentes mascotes; são baratas, não precisam que se lhes dedique muito tempo, são fáceis de cuidar e são uma fonte de alimento, tanto pelos ovos como pela carne.

Raças de galinhas

Caso seja um principiante, escolher uma raça poderá ser uma tarefa complexa e é por isso mesmo que deixamos aqui alguns conselhos para ajudar a dar os primeiros passos.

As raças que dão mais ovos são menores e não ficam chocas com facilidade. Uma galinha fica choca quando está a incubar os seus ovos, por isso não nos interessa se o nosso objetivo são os ovos. As raças híbridas modernas, como as Fenton azuis, produzem uma grande quantidade de ovos. A Rhode Island vermelha é uma raça boa, quer pelos seus ovos, quer pela sua carne.

Também há que ter em conta que a produção de qualquer galinha diminui com a idade. Começando a pôr ovos a partir dos cinco ou seis meses, atingem a produção máxima durante o primeiro ano. Além disso, há que administrar alimentação de qualidade e água limpa. O número de horas de luz é fundamental e é o mais importante de tudo, já que a postura dos ovos é estimulada pela intensidade e pelas horas de luz.

Se o que procura é uma carne de qualidade e com um grande sabor, deve considerar as raças “chocadeiras” (as que incubam os seus ovos). Aqui encontramos a raça Sussex ou a raça francesa Sasso. Ambas crescem rapidamente e atingem um bom tamanho se tiverem um ambiente adequado e forem bem alimentadas.

Neste caso, a alimentação e o bem-estar são muito importantes, daí que quem cuidar de galinhas deverá falar com o fornecedor sobre as rações diárias e as etapas de crescimento.

Embora a princípio possa parecer um pouco complicado devido aos cuidados que requerem, depressa será recompensado com enormes benefícios e irá perguntar-se porque não começou mais cedo.

Outros artigos interessantes

Como escolher o programador de rega perfeito

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Existem muitas razões para ter um programador de rega, como pode ser a falta de tempo, os horários irregulares ou que temos uma horta tão grande que precisamos de uma pequena ajuda. Em qualquer caso, é uma inversão que vale a pena, considernado...

Como lutar contra o pulgão?

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Os pulgões são insectos homópteros que sugam a seiva das plantas. Aparecem em grandes quantidades e é comúm que se associem com formigas, pois elas se alimentam da substância açucarada (melaço) que os pulgões segregam e assim, também,...

A horta em maio

quinta-feira, 7 de maio de 2015

As temperaturas cálidas e realmente agradáveis do mês de maio trazem consigo muitas tarefas na horta: semeação, transplantes, manutenção de cultivos, controlo de pragas e doenças...Tarefas do mês de maioUma temperatura mais alta e mais...

Remédios para o Oídio

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O Oídio é uma doença produzida pelo fungo que têm esse mesmo nome. Trata-se de uma penugem branca que age em folhas e talos das plantas fracas, localizadas normalmente na sombra e em lugares ou épocas de muita humidade ambiental.Podemos ver seu...

Descubra Nosso Catálogo