Carregando...
Ir à seção

Os benefícios da dieta alcalina

Com certeza já ouviste falar sobre dietas alcalinas e dietas ácidas. Se pensas em uma escala, onde 7 é o pH neutro, tudo o que está por baixo, mais perto do 0, é ácido e tudo o que está por cima é alcalino.

Esta dieta tem como objetivo evitar alimentos ácidos, como os lácteos, o trigo (glúten) e a carne vermelha, e aumentar o consumo de alimentos alcalinos saudáveis, como vegetais e grãos integrais, para combater problemas de peso, melhorar o estado de ânimo e beneficiar ao sistema digestivo.

Os alimentos alcalinos e os alimentos ácidos

Os alimentos alcalinos, no geral, provém de verduras e frutas frescas, óleos/azeites e legumes (todos, preferívelmente crus), por tanto o 80% da dieta devería estar composta por estes grupos de alimentos.

Por outra parte, os alimentos ácidos são os mais recorrentes, habituais e acessíveis, como o café, o álcool, o pão (e qualquer derivado do trigo), o açúcar refinado, produtos lácteos, a carne, os alimntos fritos e processados, a confeitaría industrial... Também, os alimentos ácidos estão relacionados com os edulcorantes artificiais na maior parte dos casos. Por tanto, o recomendável é consumir 20% de alimentos desde grupos para obter os benefícios da dieta alcalina.

Lembra que o objetivo não é eliminar absolutamente os alimentos ácidos: o ideal é manter um equilíbrio ácido-alcalino em nosso corpo, mantendo a relação 80-20.


Os benefícios das dietas alcalinas

Os defensores da dieta alcalina a relacionam com os seguintes benefícios:

  • Prevenção da artrite e melhora do sistema ósseo.
  • Regulação dos níveis de cálcio no sangue.
  • Melhora do sistema muscular, incluindo o sistema cardiovascular.
  • Além de todos os benefícios derivados do mencionado: pele e cabelo mais saudáveis, melhor suministro de oxigénio aos texidos, melhora da saúde no geral (e, por tanto, da qualidade de vida)...

A pesar de que há quem relacione as dietas alcalinas com a perda de peso, não significa que uma dieta deste tipo sirva para emagrecer: simplesmente, a mudança na qualidade da alimentação é o que pode fazer, colaterlamnete, a redução da gordura corporal. Pode ser um benefício a mais, mas não é o objetivo principal da alimentação alcalina.

Além disto, esta forma de alimentação tem outros princípios positivos, como realizar um maior número de comidas porém menores (pequeno almoço, lanches, almoço e janta) e o refrão "de manhã, come como um rei; no almoço, como um príncipe; e no jantar, como um vagabudno" fará que nosso organismo reposnda de forma positiva.


Como iniciar uma dieta alcalina

Perante qualaquer mudança na alimentação, o melhor é que seja de forma progressiva: começar a comer mais saladas em vez de pão ou de batatas fritas como guarnição, ou incluir mais frutas e verduras em nossas comidas. Pouco a pouco, não só estaremos acostumados à mudaça de sabores texturas e comidas, mas também nosso corpo terá mais tempo para assimilar as mudanças aproveitando-as ao máximo.

A água é uma grande aliada, pois sua presença produz que o organismo tenha maior capacidade de dissolução em líquido de todas as substâncias e também ajuda na assimilação das mesmas. Costuma acontecer que muitas pessoas que querem inicair uma dieta alcalina, já tiveram algúm tipo de aviso do corpo. Avisos a causa de comidas muito pesadas e mal distribuidas, então o primeiro problema estará no pequeno-almoço.

Não consegues comer logo de manhã? Assim que te levantares, bebe um copo de água com meio limão exprimido. Vás a ver que em seguida estarás a sentir fome! O suco de água com limão é uma bebida refrescante e muito alcalinizante que ajuda, inclusive a desintoxicar, em pequena escala, o fígado e os rins.

Exemplos de alimentos alcalinos

  • Amaranto, centeio, trigo escanda, grão de bico, grãos...
  • Cogumelos.
  • Espargos.
  • Abacate, manga, melões com sementes e lima.
  • Pimento, pepino, maçã, banana, bagas (menos de arandos) y framboesa vermelha.
  • Anís, funcho y gengibre.
  • Folhas de mostarda, diente de leão, couve y alface.
  • Uvas, passas e figos..
  • Cliantro, cominho, cebola e pó, orégano e pimentão.
  • Sal marinha pura.

Exemplo de menú com alimentos alcalinos

A alimentação alcalina é composta pois, principalmente de verduras, frutas e sementes.

Pequeno almoço

  • Omelete de 2 ovos com tomate, cebola verde e pedacinhos de pimentos.
  • Uma taça de gengibre.

Lanche

  • Um punhado de sementes de abóbora tostadas.
  • Uma pera.

Almoço

  • Sopa de lentilha com 2 taças de verduras ao vapor (couve, brócoli, cenoura e cebola).
  • Salada com azeite.

ou

  • Salmão (ou atum, frango ou tofu) com verduras mixtas.

Lanche da tarde

  • Ovo duro com sal marinha e salsa.
  • Acompanha com ápio, cenoura e pimento vermelho, e se quiseres, com um punhado de amêndoas

Jantar

  • Porção de perú, frango ou peixe, com uma salada mixta.

ou

  • Massa (de arroz, amaranto ou trigo-sarraceno) acompanhado de alimentos como brócoli, curgete, amêndoas, pinhão ou sumo de limão.
  • Acompanhar com curgete ao vapor com um toque de alho e azeite.

Também podemos acompanhar com:

  • Um pedacinho de queijo parmesão fresco.
  • Frutas da estação.

E tú? Conheces alguma dieta outra dieta alcalina? Tens algúm conselho que queiras compartilhar?

Outros artigos interessantes

Os benefícios dos frutos secos (infografia)

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Aqui vos deixamos uma origianl e divertida infografia sobre o benefício dos frutos secos sobre a saúde.Explica de forma resumida os principais benefícios dos frutos secos na nossa dieta, graças à sua contribuição de nutrientes. Te...

Egyptian Magic e os seus benefícios

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Egyptian Magic é um creme totalmente natural composto por seis ingredientes principais, que são o azeite, cera de abelha, mel, pólen de abelha, geléia real e própolis. Não contém aditivos, conservantes, parabenos ou qualquer ingrediente...

A junça e a importância do seu conteúdo em fosfolípidos

terça-feira, 23 de maio de 2017

A junça e o seu conteúdo de fosfolípidosUma das investigações mais recentes sugere que a junça tem uma presença significativa de fosfolípidos, incluindo o ácido fosfatídico, sendo um tubérculo com uma alta percentagem deste, mesmo acima...

Quinoa: propriedades, usos e benefícios

terça-feira, 15 de novembro de 2016

PropiedadesA quinoa (Chenopodium quinoa) é um grão nativo dos Andes  que é rico em ferro, magnésio, zinco, cálcio, vitaminas, proteínas e omegas. Também não contém glúten, o que a torna um alimento ideal para os que sofrem de doença...

Descubra Nosso Catálogo