Carregando...
Ir à seção

Nanopartículas na cosmética: São um risco real para a saúde?

Introdução

O calor está a chegar, assim como o bom tempo e o desejo de passar mais tempo ao ar livre com a família e os amigos. Lugares como o campo ou a praia começam a ser novamente essenciais nos fins de semana e é hora de proteger a pele do sol, (embora seja aconselhável protegê-la durante todo o ano, para que se note!).

É neste momento que temos que decidir qual é o protector solar mais adequado para as nossas necessidades. Em relação ao fator de proteção, para as primeiras exposições, uma proteção alta é sempre recomendada (FPS 30 ou FPS 50).

Por outro lado, como acontece com os produtos alimentícios, cada vez mais observamos os detalhes do que comemos assim como o que colocamos na nossa pele. E é aí que surgem as perguntas ... Queremos um produto de qualidade, que nos proteja e, se possível, que não nos deixe com a aparência branca e rebocada que geralmente nos deixa o protector solar. Este aspecto branqueado deve-se ao facto de que, atualmente, o dióxido de titânio e o óxido de zinco atuam como refletores da radiação UV que protegem a nossa pele. Quando estas particulas são micrométricas, isto é, mil vezes maior que as nano, deixam uma camada branca e pouco estética na nossa pele. Na fotoproteção mineral física são necessárias pequenas partículas que atuam como "mini espelhos" capazes de refletir a radiação que nossa pele recebe.

Nanopartículas: têm efeitos adversos na saúde?

Para tentar solucionar este problema estético de uma  camada branca sobre a pele, a indústria cosmética inventou as famosas nanopartículas. Estas são substâncias sintéticas de pequeno tamanho (0,000000001 metros) e perante isto surgem várias questões: estas são realmente eficazes? Têm efeitos adversos na saúde?

Em relação à sua segurança, existem poucos estudos que comprovam de forma demonstrável que estas partículas possam penetrar a barreira profunda da pele e alcançar a corrente sanguínea.

Existem estudos sobre as nanopartículas de dióxido de titânio e as conclusões do CCSC (Comité Científico da Segurança dos Consumidores,) em julho de 2013, modificadas em maio de 2014, foram as seguintes:

  •  Com base na evidência disponível, o CCSC concluíu que o uso nano deTiO2 com as características mencionadas numa concentração de até 25%, como um filtro de UV em produtos de protecção solar, é considerado como não apresentando quaisquer riscos nocivos para os seres humanos quando aplicado na pele saudável ou bronzeada.
  •  No entanto, estas não se aplicam a fórmulas que possam levar à inalação de partículas de TiO2 (como pós ou produtos pulverizáveis).

No entanto, devido à relativa novidade desta tecnologia, há preocupações sobre a sua segurança e os efeitos a longo prazo. Consequentementem, aplicar-se o princípio da precaução é mais coerente. Apesar disso, a pesquisa continua para garantir (ou não) a inocuidade das nanopartículas utilizadas no mundo da cosmética, na saúde.

Em relação às regulamentações na CE, desde 2014 é necessário que os filtros solares contendo nanopartículas indiquem as mesmas entre os seus ingredientes.

Outro aspecto a considerar é o dano que estas partículas podem causar ao meio ambiente atingindo diferentes fontes ou canais de água, que podem ser ingeridos por pessoas mais tarde. Estudos sobre este assunto também estão a ser desenvolvidos.

Na Planeta Huerto, pode encontrar protetores solares e cosméticos sem nanopartículas:


Outros artigos interessantes

Descubra a nova gama Experience da Naturgreen

terça-feira, 27 de março de 2018

Gama Experience da NaturgreenA Naturgreen oferece-lhe a possibilidade de desfrutar da experiência da sua nova gama Experience, uma gama de alimentos de excelente qualidade, com um elevado teor de fitonutrientes e compostos bioativos, como...

Os benefícios dos frutos secos (infografia)

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Aqui vos deixamos uma origianl e divertida infografia sobre o benefício dos frutos secos sobre a saúde.Explica de forma resumida os principais benefícios dos frutos secos na nossa dieta, graças à sua contribuição de nutrientes. Te...

Funções da L-carnitina no nosso organismo

terça-feira, 18 de outubro de 2016

De uma maneira ou de outra, é quase certo que já deve ter ouvido falar da L-carnitina. Hoje, vamos tentar esclarecer-lhe as suas dúvidas e explicar a utilidade da L-carnitina a nível fisiológico.O que é a L-carnitina?A L-carnitina é um...

Descobre a Fitoterapia

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Durante muito tempo, o uso de plantas medicinais foi a única ferramenta com a qual um médico podia combater certas doenças. Mais tarde, com o avanço da indústria farmacêutica, o campo da medicina avançou no tratamento de doenças, mas o uso...

Descubra Nosso Catálogo