As minhocas fazem um trabalho importante no solo da nossa horta. Não só é aconselhável preservá-las, mas também dar-lhes abrigo e até criá-las. Hoje, na Planeta Huerto contamos em que coisas nos ajudam estes anélidos, cuja vida pode durar até dez anos.

Existem dois tipos de minhocas: a do adubo, que é vermelha e tem até 8 cm de comprimento, e a da terra comum, que é maior e mais comprida, com uma extremidade achatada. Ambas vivem na camada superficial do solo (o que inclui os primeiros dez centímetros).

Benefícios das minhocas

  •  Dedicam-se a cavar galerias sem parar para encontrar comida: isto faz com que a terra seja ventilada, favorecendo a microfauna.
  •  Os buracos que fazem melhoram a drenagem do solo e a capacidade de reter as águas deixadas pela chuva.
  •  Quando se tratam de solos argilosos, os vermes são os melhores para os descompactar.
  •  As minhocas alimentam-se de nutrientes que depois descartam na forma de húmus: este é considerado um dos melhores fertilizantes naturais que existe. O húmus da minhoca multiplica por 10 a quantidade de potássio de um solo normal, sete em fósforo e cinco em nitrogénio. Também contém quantidades notáveis ​​de cálcio e magnésio. Para obter este fertilizante, podemos comprá-lo ou prepará-lo num vermicompostor.



Dicas para preservá-las

  •  Devemos evitar  trablhar a terra com ferramentas afiadas com lâminas afiadas (enxada, escardillo, pá). Neste caso, podemos usar a forca dupla para cavar.
  •  O calor e o frio fazem com que as minhocas desçam para as camadas de terra mais profundas. Por esta razão, é aconselhável preservar a humidade do solo.
  •  Devemos ter cuidado com os inimigos dos vermes: toupeiras, sapos, lacraias, pássaros e formigas. Se trabalharmos com vermicompostores, devemos certificarmos-nos de que as minhocas estão bem.