Carregando...
Voltar
  • Meu carrinho 0 produtos
  • Total produtos €0,00
  • Gastos de envio €0,00
  • Total €0,00
Ir à seção

Dicas sobre a criação de galinhas para agricultores urbanos

Quem se preocupa com o que come, vai poder saborear ovos frescos com um maior teor de vitaminas e Omega-3, e por outro lado, com menos colesterol e gorduras saturadas.

Para quem tem uma horta, quintal ou jardim, elas são excelentes aliadas para desparasitar e limpar os canteiros de insetos e vermes, além de ajudarem ainda a revolver e arejar a terra. Por outro lado, são ótimas para fazer reciclagem porque podem comer os restos de verduras e de comida, preparando-os para a compostagem junto com os seus excrementos (acontece que o estrume de galinha é um dos fertilizantes naturais mais completos, sempre e quando é compostado).

O que é preciso para ter as minhas próprias galinhas?

  1. Calcular o número de galinhas a criar. Há que considerar o espaço existente e o consumo de ovos (uma galinha põe entre 210-230 ovos/ano, como tal, para um família bastam 3 a 4 galinhas).
  2. Alojamento adequado.Um galinheiro tem sempre que contar com...
    • Ninho. O habitáculo onde irão pôr os ovos deve ser acolchoado com serradura ou palha, sendo suficiente um por cada 4 aves.
    • Poleiro ou dormitório. Coloque-os ao mesmo nível para que não se sujem nem lutem umas com as outras.
    • Parque. As galinhas necessitam de 14 horas de luz por dia para pôr ovos, de modo que, se não puderem sair do recinto, deve-se preparar-se uma área onde possam fazer algum exercício. É conveniente colocar algum material absorvente, como palha, para evitar a humidade e para ser retirado para compostagem.
    • Extras. Outros pequenos “luxos” que podem tornar a sua vida mais cómoda, como um recipiente de areia para tomarem banho, ou pedras de sal como complemento mineral, caso não possam debicar o solo livremente.
  3. Alimentação variada. 120 g de uma ração diária que inclua cereais (trigo, milho), farelos, pão seco encharcado para completar os insetos que debicam.

Alguns detalhes a não esquecer.

Quando decidir onde colocar o galinheiro, tenha em conta que se o fizer virado para sul as galinhas irão receber mais luz e pôr mais ovos.


Os ovos devem ser apanhados a horas certas, uma vez ao meio-dia e outra ao anoitecer, se passar mais tempo é possível que as próprias galinhas os partam. Durante o verão aumentamos o número de visitas para preservá-los do calor, ao contrário do inverno, onde iremos notar uma produção menor devido à diminuição das horas de luz.


Por último, um truque para conseguir uma melhor convivência e evitar aborrecimentos e problemas. Ninguém resiste ao sabor e qualidade de um ovo acabado de pôr, por isso, conquiste os seus vizinhos partilhando-os.


Outros artigos interessantes

Cinco benefícios sexuais de ter uma horta

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Existem tantas vantagens na hora de ter um pequeno jardim que limitamo-nos a observar as mais óbvias: os alimentos frescos ecológicos e também o fator ornamental de uma mesa de cultivo ou parcela plantada. Mas, sabías que os benefícios podem...

Cinco vantagens de ter uma churrasqueira em casa

sexta-feira, 1 de abril de 2016

O bom tempo convida a aproveitar o jardim, o campo, a família e os amigos. E a melhor forma de juntar todo mundo é, sem dúvidas, um churrasco!É a desculpa perfeita para fazer reuniõesQuando escolhermos a nossa churrasqueira ideal, podemos...

Como montar uma horta em casa

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Aqui vos deixamos uma original e divertida infografía que preparamos sobre como montar uma horta em casa. Explica, de forma resumida, os elementos essenciais que necessitaremos para semear nossas próprias hortaliças, assim como alguns cultivos...

O tomate: um cultivo complexo

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Talvez o cultivo do tomate, que pertence à família das solanáceas (pimentão, beringela, batata) seja o mais popular da horta urbana por ter um consumo mais habitual (20 kg ao ano por pessoa). A pesar disto, e contrário ao que acontece...

Descubra Nosso Catálogo