A melhor altura do ano e o tempo quente está aqui e os dias junto à piscina que desejamos estão a voltar!

E este luxo não está reservado apenas àqueles que têm uma urbanização ou piscina privada: podemos também desfrutar de piscinas insufláveis que tornarão os nossos dias quentes mais divertidos. Além disso, eles têm a grande vantagem de serem muito fáceis de usar, pois, pode colocá-las onde quiser. Tem um quintal pequeno? Uma piscina insuflável pode ser perfeita!

Embora se deva ter em conta que para desfrutar de uma piscina em perfeitas condições, é necessário realizar uma série de tarefas de limpeza e manutenção durante todo o ano, tanto no verão, quando a vamos utilizar, como no inverno, mesmo que não a utilizemos.

A seguir, damos algumas dicas sobre as tarefas de limpeza e manutenção de piscinas que deve realizar, bem como os produtos e ferramentas essenciais para realizar um trabalho impecável e eficaz, para poder desfrutar da sua piscina com paz de espírito e sem riscos.


Ferramentas e produtos de limpeza

Antes de mais, devemos ter em conta que para que a água da nossa piscina esteja em perfeitas condições de utilização, não devemos apenas tratá-la, devemos também ter o cuidado de limpar as paredes e o chão. A linha de água é geralmente o local que acumula mais sujidade, razão pela qual devemos prestar especial atenção a ela.

Para levar a cabo esta limpeza adequadamente, precisaremos de uma série de ferramentas e produtos feitos especialmente para este fim. Estes são os essenciais:

 Limpador do fundo de piscinas: utilizando uma escova, ligada um cabo telescópico de extensão, ou poste, levanta a sujidade do fundo, passando-a através do seu própriosistema de aspiração ou através do skimmer da piscina.


Existem vários tipos de limpadores para o fundo de piscinas manuais ou automáticos. A escolha entre uma ou outra dependerá principalmente do seu orçamento e do tamanho da sua piscina, da utilização que fizer dela e do seu sistema de filtração.

  • Limpadores manuais de piscinas: nos limpadores manuais de piscinas, o fundo da piscina é limpo manualmente. Esta tarefa deve ser efetuada lentamente, para que a sujidade não fique demasiado alta. É aconselhável fazer isto periodicamente, para que a água se mantenha sempre limpa.
  •   Limpadores automáticos de piscinas:não requerem que o utilizador os utilize. Podem ser hidráulicos, que utilizam a força de sucção do purificador para funcionar, ou elétricos, que funcionam independentemente e utilizam a energia da rede ou de uma bateria.
  • Escovas: essencial, primeiro, na limpeza da linha de água. Mas também podem ser úteis para qualquer canto, ou em situações em que a sujidade esteja muito incrustada. Nestes casos, podemos utilizar produtos específicos, mas devemos prestar atenção às especificações do fabricante relativamente aos materiais onde os podemos aplicar e às quantidades a diluir.
  • Apanha folhas: estes são utilizados para recolher a sujidade que flutua na superfície da água. Consistem numa malha, normalmente plana, com uma pega telescópica, que lhe permitirá alcançar o centro da piscina.

Produtos químicos para manutenção da água

Além de limpar o tanque da piscina, é essencial tratar a água com produtos químicos que a mantenham limpa e em boas condições higiénicas. Estas são as alternativas que encontrará no mercado:

  • Cloro: este é o desinfectante para água, e o produto mais importante que necessitamos na manutenção da nossa piscina, pois por vezes, embora possa parecer limpo, pode não o ser.

 Existem dois tipos, cloro de manutenção, que é o que utilizaremos regularmente, e cloro de choque, que só utilizaremos em casos excepcionais, se a piscina tiver sido negligenciada.

Se preferir não utilizar componentes químicos para desinfetar a sua piscina, tem a alternativa do clorador de sal, que converte sal em cloro através de eletrólise, através de um processo completamente natural. Neste caso, porém, teremos de fazer modificações na estação de tratamento de águas.

  • Ajustar o pH: os valores óptimos de pH na nossa piscina devem situar-se entre 7,2 e 7,6. Se estiver acima disto, pode ser prejudicial para a pele e olhos do banhista, enquanto que se estiver abaixo, irá reduzir a eficácia da desinfecção.

Para garantir que o pH está correcto, existem kits de teste de água que lhe permitem determinar os níveis. Caso não sejam os correctos, podemos encontrar redutores de pH e incrementadores de pH, que utilizaremos para estabilizar. Estes kits não só medem pH, mas também cloro e bromo, entre outros.

  •   Algicidas: este produto elimina os fosfatos da água, que é o alimento das algas, pelo que é utilizado para evitar o seu aparecimento. É aconselhável evitar o seu desenvolvimento, pois eliminá-los é muito mais complicado do que a prevenção.
  •  Floculantes: estes são os produtos responsáveis pela recolha e agrupamento das pequenas partículas encontradas na água, para ajudar os limpadores a fazer o seu trabalho. É aconselhável utilizá-los periodicamente, para evitar que a água se torne turva, dado que, tal como acontece com as algas, visto que isso acontece, é mais difícil resolver o problema.
  • Analisador de água: graças aos avanços da tecnologia, aparecem no mercado alguns produtos interessantes que tornam estas tarefas de manutenção mais fáceis. Assim, existem analisadores de água que enviam informações ao seu Smartphone, dizendo-lhe o que fazer, como fazê-lo e quando, se os níveis na sua piscina não estiverem corretos.
Se seguir todos as nossas dicas, temos certeza que desfrutará de uma piscina limpa e em perfeito estado durante todo o ano. Agora tudo o que lhe resta fazer é desfrutar do seu banho.

Seleção da Planeta Huerto