Coloridas, exóticas e fáceis de cuidar, hoje falamos sobre cuidados para as  bromélias!

É importante notar que quando falamos de bromélias, estamos a falar de um grupo muito diversificado de plantas que fazem parte da família botânica Bromeliceae. A família Bromeliaceae está dividida em três subfamílias, a Pitcairnioideae, a Tillandsioideae e a Bromelioideae.

As bromélias são plantas nativas das florestas da América Central e do Sul, em geral, são plantas terrestres ou epífitas (crescem sobre outras plantas, mas não são plantas parasitárias). Também podemos encontrar bromélias rupícolas, que crescem nas rochas.

Cuidados com as bromélias



Neste artigo vamos focar os cuidados necessários para as principais plantas de bromélias, tais como as bromélias do género Guzmania, Aechmea e Tillandsia.

Situação: Luz, humidade e temperatura.

As bromélias podem ser cultivadas como plantas de interior ou de exterior. Em geral são plantas que requerem elevada humidade, mesmo algumas bromélias podem armazenar água na bacia formada no centro das suas folhas que crescem em formato de roseta. As plantas de bromélias Guzmania, Aechmea e Tillandsias são plantas que adoram a humidade elevada e a abundância de luz indirecta.

No que diz respeito às temperaturas, geralmente crescem bem em temperaturas entre 15°C e 26°C, sendo a gama óptima entre 21°C e 26°C. Não toleram geadas e não crescem em temperaturas entre 15°C e 26°C. Não toleram geadas e não gostam de locais perto de correntes de ar frias e aquecedores.

Substrato e irrigação

O facto de as bromélias necessitarem de humidade elevada não significa que gostem de um substrato completamente encharcado. O substrato ideal para as plantas de bromélias terrestres deve ser leve e bem drenado. Podemos utilizar uma mistura de substrato para orquídeas com turfa.

Quanto à irrigação, bromélias como Guzmania e Aechmea requerem humidade constante, mas nunca um substrato totalmente encharcado. Por outras palavras, é preferível regá-los mais frequentemente e em pequenas quantidades do que em grandes quantidades. Lembre-se de que isto é válido para as bromélias terrestres.

Floração e propagação

Em geral, as bromélias produzem uma única floração, a sua inflorescência é constituída por brácteas coloridas e vistosas que abrigam no seu centro a verdadeira flor, que é geralmente pequena e discreta.

A floração das bromélias é muito duradoura e pode durar vários meses. Quando a inflorescência começar a murchar, não há necessidade de nos preocuparmos, podemos estar calmos, visto que isso não significa que vamos perder a nossa bromélias, dado que a planta começará a produzir descendência a partir da base. Uma vez crescidos e completamente desenvolvidos, podemos separar a descendência da planta-mãe e enraizá-los, de modo que darão origem a outra planta com uma nova floração.

Manutenção: Fertilização, poda e controlo de pragas e doenças.

A fertilização pode ser feita na primavera com fertilizantes para orquídeas, uma vez que as necessidades nutricionais são semelhantes. Não necessitam de poda.

As bromélias não têm normalmente problemas com doenças, mas demasiada água nas raízes (substrato alagado sem drenagem) pode levar ao apodrecimento, como para as pragas, as cochonilhas (algodão e conchas) podem afetar, mas não é comum. No caso de uma infestação de cochonilhas, podemos tratá-las com sabão de potássio.

Tipos de bromélias


Como já mencionámos, as bromélias compreendem um grupo muito diversificado de plantas, mas aqui concentrar-nos-emos nos géneros de bromélias mais comummente utilizados como plantas domésticas.

Guzmania

As bromélias do género Guzmania são muito populares como plantas de floração, a espécie mais conhecida é a Guzmania ligulata. O género Guzmania pertence à subfamília Tillandsioideae.

Tillandsias

Tillandsias são um tipo de bromélias epífitas, também conhecidas como plantas do ar ou cravos do ar, existem exceções como, por exemplo, Tillandsia cyanea anita que podem ser cultivadas no solo como bromélias terrestres. Tillandsias também pertence à subfamília Tillandsioideae.

Saiba mais sobre o Tillandsias aqui: Cuidados com o Tillandsias.

Aechmea

O género Aechmea pertence à subfamília Bromelioideae e é considerado um dos tipos mais populares de bromélias, principalmente a espécie Aechmea trifasciata, também conhecida como "língua da sogra" ou "bromeliad fasciata".

Curiosidades sobre bromélias

A bromélias mais cultivada do mundo é comestível. Sabe o que é? O ananás!

Sim, o ananás suculento e doce que quase todos adoram é uma infrutescência (o resultado da fertilização da inflorescência da planta do ananás) de uma bromélia da espécie Ananas comosus.

Dicas de produtos para o cuidado das suas bromélias




Fontes consultadas

Bromeliad Society Internacional - https://www.bsi.org/new/

GONZALEZ-SALVATIERRA, Claudia et al . Microambiente lumínico y morfología y fisiología foliar de Bromelia karatas (Bromeliaceae) en una selva baja caducifolia de Yucatán, México. Bot. sci, México , v. 91, n. 1, p. 75-84, 2013 . Disponible en <http://www.scielo.org.mx/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2007-42982013000100006&lng=es&nrm=iso>. accedido en 11 abr. 2021