Tenho relva no jardim e o outono está a chegar. O quê devo fazer? Este é um dos comentários mais comuns quando chega Setembro, e é uma preocupação mais do que justificada. Sabias que é precisamente nesta estação do ano que a relva necessita de mais cuidados e nutrientes?

Há várias razões para isso. A primeira é que depois do verão a relva está muito enfraquecida, tanto pelo excesso de calor e pelas ações a que temos submetido (corte constante, um contínuo pisar ...). Mas, além disso, outra razão fundamental é que temos de preparar o relvado para a chegada do Inverno e assim resistir aos dias de frio intenso.

É aconselhável realizar uma série de tarefas de manutenção que serão cruciais durante este período de transição. Não só esteticamente, mas também com outro objectivo fundamental: cuidar da saúde do nosso jardim. O objectivo é recuperar e nutrir, duas acções que influenciam directamente a sua condição durante o resto do ano. 

As 5 dicas essenciais para cuidar da relva no outono

Se quiser preparar o seu jardim para as primeiras quedas de temperatura, tenha em conta estas dicas: 

1- Retire as folhas 

Um tapete de folhas coloridas de outono pode parecer agradável, mas não é adequado para a manutenção do gramado. Portanto, o primeiro passo é deixar o relvado respirar, e para isso é essencial remover as folhas e remover as impurezas que se acumularam durante o verão.

Desta forma, seremos capazes de vos dar a capacidade de respirar melhor e receber mais luz. Para isso, podemos optar por um ancinho ou escarificar o relvado.

As ervas daninhas também são inimigas dos gramados no outono, pois roubam energia e nutrientes. Além de os puxar para cima, é aconselhável aplicar um herbicida específico para evitar que voltem a crescer. 

2- Continue a cortar

Não guarde ainda o cortador de relva: a relva continua a crescer até à primeira geada pesada, pelo que terá de ser cortada regularmente para a manter entre 6 e 8 centímetros.

Se deixar o relvado  muito tempo sem cortar, ele ficará vulnerável a aparição de fungos, também não devemos cortar demasiado, porque isso pode prejudicar o sistema radicular (a profundidade da raiz deve ser proporcional à altura de corte) e sem este equilíbrio isto impedirá que seja incapaz de suportar o frio e a secura do inverno. 


3- Mantenha a rega 

Muitas pessoas acreditam que não é necessário regar o relvado nesta estação, pois as chuvas e o frio começam. E embora seja verdade que chove mais durante esta estação, o orvalho começa e há menos evaporação, mas em muitos casos isto não é suficiente para manter as raízes do gramado bem hidratadas e saudáveis para enfrentar o inverno.

Se o seu jardim não estiver a receber pelo menos 30 mm de água por semana, então deve manter os aspersores ou sistema de rega a funcionar até ao final do outono. No entanto, quando terminar, desligue as mangueiras e liberte a água do sistema de rega para evitar que as tubagens e torneiras congelam. 


4- Arejar o solo

Arejar o relvado é essencial, e esta época do ano é a melhor altura para o fazer. Esta acção, que consiste em fazer pequenas incisões de 7 a 10 cm no solo, permite que o oxigênio atinja as raízes do relvado, permitindo-lhes absorver mais nutrientes. 

Também é importante evitar a compactação do solo, ou seja, evitar que o solo se torne compacto e tenha uma camada espessa de raízes, caules, pedras ou outros elementos que impedem que a água, o oxigénio e os nutrientes cheguem ao solo de forma adequada.

O outono é a melhor época para o fazer, pois temos de ter presente que a água e o frio do Inverno são dois elementos que obstruem muito o solo, pelo que fazê-lo quando é mais solto será mais simples e evitaremos, em grande medida, a compactação. 


5- Não esqueça do fertilizante

A aeração tem uma vantagem final: sua ação está ligada a uma das tarefas fundamentais desta época: a fertilização. Graças aos buracos que fizemos no solo, o fertilizante que aplicamos no outono vai penetrar e nutrir melhor as raízes do relvado. Portanto, graças ao fertilizante, estaremos fornecendo à relva os nutrientes que ela tanto precisa  para crescer em profundidade durante os meses frios como para brotar novamente na primavera.

Os fertilizantes também são importantes para substituir os nutrientes perdidos durante o verão. É melhor para ser granulado e liberação prolongada, rico em nitrogênio, fósforo e potássio.