A planta da alcachofra (Cynara scolymus L.) distingue-se pelas suas inflorescências comestíveis carnosas e de grande sabor. Pode-se dizer que a alcachofra é a adaptação feita pelos agricultores a partir do cardo selvagem.

Requisitos para a plantação de Alcachofra

Clima: As alcachofras precisam de um ambiente frio para se desenvolverem, mas não suportam frio intenso, nem calor excessivo. Além disso, requerem água e irrigação abundantes, mas não toleram humidade excessiva. Por esta razão, as zonas temperadas do Mediterrâneo são as mais adequadas para a obtenção de uma alta produção.

Rega: Necessitam de humidade regular, mas não suportam o excesso de água ou o alagamento das raízes. O ideal é instalar um sistema de rega gota-a-gota. Se o fizermos por inundação, devemos considerar a plantação em canteiros largos e ligeiramente elevados.

Nutrientes: A planta de alcachofra necessita de uma boa fertilização de fundo com estrume ou composto e de um fornecimento de composto maduro na fase de produção.

Substrato: Necessita de solos saudáveis, profundos, arejados e muito ricos em matéria orgânica e húmus. Solos muito pesados e húmidos ou solos muito leves ou secos (arenosos) devem ser evitados.


Como plantar a alcachofra:

Da sementeira à colheita pode levar oito meses a um ano, enquanto que com as estacas ou estacas podemos colher quatro ou cinco meses após o plantio.

Portanto, a forma mais comum de cultivo é por estacas ou estacas. Isto consiste em arrancar as estacas laterais do arbusto da alcachofra (a estaca central é descartada, pois é a planta velha e não voltará a crescer). Os cortes são selecionados para que não apresentem defeitos, as hastes não sejam perfuradas e não haja apodrecimento na base. Além disso, cada estaca deve ter um mínimo de três ou quatro rebentos na base, acima das raízes.

É aconselhável transplantar as estacas entre Julho e Setembro em zonas quentes e de Março a Abril em zonas muito frias.

Estes devem ser plantados em linhas ou terraços, a cerca de 70 cm de distância e entre linhas, cobrindo o solo com 3 a 5 cm de adubo.

Se quiser cultivar a partir de sementeira: isto deverá ser  feito de março a junho no canteiro e transplantado quando tiver uma altura de 10cm. Podemos colher de dezembro a março do ano seguinte.


Associações com a planta de alcachofra

É uma planta plurianual, por isso vamos ter uma colheita durante todo o ano. Por esta razão, não é aconselhável introduzi-lo em parcelas onde realizamos rotações, mas sim colocá-las de lado. Como permanece vários anos na mesma terra, a alcachofra é uma cultura que esgota grande parte do solo. Se as plantações forem seguidas sem deixar passar o tempo apropriado, ocorrerão problemas de saúde, especialmente parasitas que afetam o sistema radicular e doenças causadas por vírus e bactérias, que são difíceis de tratar.

Se possível, introduzir na rotação prados verdes multiflores ou fertilizantes que enriqueçam o solo em matéria orgânica e promovam a atividade microbiológica do solo.

Colheita da alcachofra

Vamos cortar as alcachofras quando tiverem o tamanho certo. As primeiras alcachofras, aquelas que crescem no centro do rebento, são geralmente redondas e grossas, enquanto as segundas, que são as que saem nos ramos laterais, são um pouco mais compridas e mais pequenas.

É aconselhável cortar sempre o caule de cada alcachofra abaixo da altura das alcachofras laterais mais jovens, desta forma a planta se desenvolverá melhor e aumentará sua resistência ao frio intenso.


Pragas

  • Pulgão: geralmente aparece se a rega e os fertilizantes ricos em nitrogênio são usados em excesso. Se eles aparecerem, vamos recorrer a solução de potássio ou repelentes de extracto de alho.
  • Larvas minadoras: estes são introduzidos no caule e nas galerias de escavação. Podemos aplicar o Spruzit para a sua eliminação.
  • Caracóis ou lesmas: recolhemo-los à mão após dias de chuva. Além disso, colocamos armadilhas e repelentes à volta da nossa cultura. Para saber tudo sobre o controle de caracóis e lesmas clique em Como combater caracóis e lesmas

Doenças

A doença mais comum é o míldio. Podemos tratá-lo com extratos de plantas como camomila, alho ou cavalinha ou com fungicidas ecológicos específicos.

Marca Planeta Huerto